Reflexões sobre qualidade da intimidade do casal

Reflexões sobre qualidade da intimidade do casal

O tema de hoje aborda intimidade de casais. Visa refletir sobre demandas individuais e conjugais sobre sexualidade.

Por exemplo, quando um parceiro é pouco procurado sexualmente, pode sentir-se inseguro, não amado. Quando apenas um parceiro toma a iniciativa sexual, o outro pode entrar em conflito com isso. Pessoas assexuadas que não desejam ter relações sexuais com o cônjuge. Diminuição de frequência sexual com nascimento dos filhos e após diagnósticos de doenças cardíacas, cirurgias.

Tambem tem o caso dos parceiros inseguros e insatisfeitos que buscam fetiches e relações abertas. Infidelidade. São algumas demandas que pedem para o casal parar para conversar e refletir. No piloto automático e falta de comunicação empática, podem haver muitos problemas e ate ocorrer um divorcio.

Qual a base da intimidade para você e seu cônjuge?

Todo casal tem uma historia única. Esse vinculo terá alicerces que sustentaram desejo, admiração, vontade de ficar junto, construir uma vida juntos.

Alguns casais consideram a atração física um pilar, a química, a paixão carnal. Outros consideram a amizade como base e a intimidade como consequência. Tambem temos os assexuados, que o pilar esta na afinidade de ideias. E os relacionamentos abertos, que o pilar esta na liberdade.

Um relacionamento satisfatório costuma combinar as bases da intimidade. Podem ocorrer conflitos por diferenças de personalidade, questões de sensibilidade e empatia, tempo de qualidade do casal, excesso de trabalho. Os conflitos influenciam na qualidade da intimidade.

Quando os conflitos são negados e vão somando é normal os parceiros se distanciarem. E pode ocorrer ate uma separação por perderem a admiração, estranhar o cônjuge, cansar de falar sempre a mesma coisa e não ver evolução

Não existe certo ou errado em libido. O importante para a qualidade da intimidade vai ser questões de comunicação, autoconhecimento, sinceridade, empatia e doação afetiva (tempo, atenção, demonstrações, valores, reconhecimento).

Você pode avaliar seu relacionamento por suas necessidades pessoais e o quanto são compatíveis com as necessidades de seu parceiro. Lembrando que podem mudar com o tempo.

Questões Individuais afetando a qualidade do relacionamento

Observo como terapeuta de casal que isso é bastante comum. Excesso de trabalho, traumas do passado como abuso sexual, doenças hormonais, compulsão sexual ou fetiches, infidelidade em relacionamentos fechados, divergências financeiras, divergências na educação dos filhos, brigas entre famílias, solidão, traumas de relacionamentos anteriores.

Acima citei algumas questões individuais que afetam o relacionamento, distanciam os parceiros, balançam a relação. Na falta do autoconhecimento, isso vai desgastando o relacionamento.

Esses sintomas tendem a desencadear conflitos como culpar o outro, brigas constantes, não sentir-se amado(a) e desejado(a), medo de ser traído. Tudo isso precisa ser analisado a fundo, buscando e tratando as causas, o que pode ser feito em psicoterapia individual ou de casal.

Psicoterapia de Casal: autoconhecimento a dois.

O que realmente significa satisfação na vida sexual? Isso é  pessoal, individual. Muitas vezes, o entendimento depende de empatia, sensibilidade, autoconhecimento, respeito e carinho com a presença do outro.

Em um processo terapêutico, o casal pode fortalecer suas raízes e pilares. Respeitar diferenças. E ate optar por uma separação se o relacionamento não estiver sendo construtivo, satisfatório para ambos.

A felicidade individual é importante para a felicidade conjugal. Muitos parceiros(a), no inicio do relacionamento, tentam agradar o cônjuge abrindo mão de de suas vontades e expectativas. Mas com o tempo, tudo vem a tona.

Muitos casais se separam por diferenças de libido, por um dos cônjuges não querer mudar nem aceitar ajuda. Outros se admiram mutuamente e se reconstroem como casal, acertando os pontos de divergências e recomeçam o relacionamento com mais segurança e empatia.

Sem esses elementos precisa-se analisar a possibilidade de um relacionamento abusivo, toxico, com dependência emocional. Nesses casos seriam intimidades com vínculos doentios, qualidade zero.

Espero que essas palavras tenham ajudado a esclarecer questões de intimidade, que temos todo o direito de viver como quisermos e de forma saudável. Por saudável seria fazer ao outro o que gostaria que fizessem com você: empatia, respeito e dialogo.

 

Arquivos de Temas

Temas